Só existe cachaça de Cana
1 agosto

Só existe cachaça de Cana

Não! O título deste artigo não é um pleonasmo! Não erramos e nem nos equivocamos! Para facilitar, vamos direto ao ponto: cachaça de bana

na não existe! De café, também não! Cachaça de bacon, piorou! A primeira definição do que é cachaça está no  Decreto Lei 6871 de 2009:

Art. 53. Cachaça é a denominação típica e exclusiva da aguardente de cana produzida no Brasil, com graduação alcoólica de trinta e oito a quarenta e oito por cento em volume, a vinte graus Celsius, obtida pela destilação do mosto fermentado de cana-de-açúcar com características sensoriais peculiares, podendo ser adicionada de açúcares até seis gramas por litro, expressos em sacarose.

“Traduzindo” e resumindo: cachaça só pode ser utilizada para definir destilado de cana produzida no Brasil, com teor alcoólico mínimo de 38° e máximo de 48°.

Se pegarmos cachaça e adicionamos essência de banana (por exemplo), podemos chamá-la de bebida mista, composta, Bananinha, Banacana, Canabanana,  e por aí vai! Mas de cachaça, não!

Talvez você esteja pensando algo do tipo: “…mas eu já vi Cachaça de Canela no supermercado lá perto de casa.”. Provavelmente sim, você viu! Contudo,  está errado.

 

Risco para a saúde

Agora é que vem a parte mais preocupante da “coisa”! Uma bebida que termina na prateleira com uma nomenclatura errada, será que foi fabricada corretamente? Será que o produtor, sendo amador na confecção do rótulo, foi profissional e teve os cuidados básicos de higiene naCachaça de Banana Tabajara fabricação do destilado?

Será que para disfarçar um produto de baixíssima qualidade, contaminado por substâncias tóxicas,  foi utilizada a estratégia de “corrigi-lo” com a saborização?

Sinceramente? Quando se trata da nossa saúde, melhor não arriscar!

Cachaça de Jambu
Bebida Mista a base de Jambu

É mister terminar este artigo esclarecendo que no mercado existe uma infinidade de bebidas mistas de qualidade,  devidamente identificadas e registradas. Inclusive há pouco tempo foi lançada uma com jambu. Essa planta é muito usada na culinário da região Norte do Brasil e sua fama vem do fato de que quando consumida deixa a língua dormente (anestesiada). Peculiaridade que se repete com a bebida mista. Vale a pena experimentar!

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *